March 08, 2024 #ChileDiverse #Colunas

Coluna : Chile, um país de mulheres poderosas

Configurações de acessibilidade

Coluna de Rossana Dresdner, Diretora Executiva da Imagen de Chile

A Fundación Imagen de Chile quis explorar como as mulheres do nosso país, de diferentes esferas, são uma força mobilizadora que promove um Chile diverso, valioso e ambicioso.

A igualdade de gênero é um dos principais desafios globais que nós, como país e como sociedade, ainda temos questões não resolvidas. O recente estudo do Banco Mundial concluiu que as mulheres têm cerca de dois terços dos direitos dos homens e que em nenhum lugar do mundo há direitos iguais.

Diante desse panorama global, o desafio do Chile, onde o mundo começa, é acompanhado de números que nos dão esperança. Não sem desafios, hoje somos líderes em igualdade de gênero na região. Somos o país latino-americano com a maior participação de mulheres em gabinetes ministeriais - 54% -, ocupamos 20% dos cargos gerenciais e, como exemplo, dobramos a participação feminina na mineração em grande escala nos últimos 10 anos, um de nossos principais setores.

E o que caracteriza e diferencia as mulheres chilenas? Na Fundación Imagen de Chile, quisemos explorar como as mulheres do nosso país, de diferentes esferas, são uma força mobilizadora que promove um Chile diverso, valioso e ambicioso. "Chile, país de mujeres" nos mostra que é a identidade da mulher chilena, forte, resiliente, inovadora e empoderada, que também permeia a identidade de nosso país.

São oito histórias, oito mulheres, com vidas simples, mas extraordinárias e poderosas, que com suas ações, essência e jeito de ser contribuem para um país diverso e moderno que nos orgulha e que reflete o fato de que há milhões como elas em todo o país. São histórias inspiradoras, exemplos de que as mulheres são capazes e que somos corajosas e poderosas.

Teolinda Higueras, uma das protagonistas da campanha Chile: Um País de Mulheres

Danisa Urrutia, de Potrerillos, tornou-se uma referência de inclusão no setor de mineração. Atualmente, ela é gerente de fábrica em Añañucas, o primeiro local de mineração no Chile a ser operado exclusivamente por mulheres. Teolinda Higueras é a criadora da "Bibliolancha", uma biblioteca flutuante que navega pelas águas de Chiloé. Sofía Waikil é uma mulher mapuche de Osorno que, por meio das redes sociais, busca reivindicar a cultura mapuche na sociedade atual, especialmente entre os jovens. Ou Ayline Rojas, uma das mulheres mais jovens da Orquestra Juvenil de La Pintana, que busca ser um exemplo para que as meninas ousem fazer o que sonham.

Embora ainda haja um longo caminho a percorrer em termos de igualdade de gênero - a lacuna é global e é um desafio constante - as mulheres chilenas inspiram e , como diz Teolinda Higueras, de Chiloé, somos o orgulho do Chile, vamos seguir em frente, vamos continuar sonhando, vamos continuar mudando este país.

Tags
Outras notícias relacionadas
May 03, 2024 #SustainableChile #Columns
01 de março de 2024 #ChileGlobal #Colunas
23 de novembro de 2023 #ChileDiverso #Colunas

Boletim informativo

Imagem do Chile