15 de fevereiro de 2024 #SustainableChile

As cerejas do Chile correm para o Ano Novo Chinês

Configurações de acessibilidade

Os exportadores aplicam práticas sustentáveis às plantações, como a irrigação tecnificada das cerejeiras, a geração de energia por meio de usinas fotovoltaicas e o uso de tecnologias avançadas para garantir sua exuberância em sua longa jornada até a Ásia.

Este ano, os exportadores e as empresas de transporte concordaram pela quinta vez com rotas mais diretas com os navios "Cherry Express", que reduziram o tempo de viagem de 28 para 22 dias. Até mesmo uma rota direta para o porto de Tianjin foi aberta para melhor distribuição no norte.

A cereja chilena se tornou a estrela das comemorações do Ano Novo Chinês. A festa, que é comemorada em 10 de fevereiro, em pleno inverno naquele país, tem nossas cerejas como um presente de luxo para familiares e amigos, pois são consideradas um símbolo de prosperidade e boa sorte no país asiático. A fruta chilena é aguardada com ansiedade pelos consumidores, e há até vendas especiais nas redes sociais.

Para atender a essa enorme demanda e aos padrões de qualidade exigidos pelos consumidores chineses, o setor chileno incorporou tecnologia avançada e gerenciamento sustentável das colheitas por meio de irrigação tecnificada. Outra expressão desse processo de inovação está na região de O'Higgins, na propriedade Quilamuta, onde as energias renováveis foram incorporadas por meio da maior usina fotovoltaica flutuante da América do Sul em terras agrícolas. 

"O que acontece com as cerejas, e com as frutas em geral, é que se trata de um produto altamente perecível, e cada minuto de tempo de transporte conta", explicou Iván Marambio, presidente da Frutas de Chile. Por esse motivo, eles estão tentando reduzir os tempos de transporte incorporando tecnologia de ponta. "Nas fábricas de embalagem, as linhas de processamento são computadorizadas e selecionam as frutas de acordo com o tamanho, a cor e a presença ou não de defeitos", explicou Claudia Soler, diretora executiva do comitê de cerejas da Frutas de Chile. Além disso, as cerejas são embaladas em sacos atmosféricos, que as mantêm frescas durante a viagem. Depois, em caminhões e navios, são usados contêineres refrigerados, criados especialmente para transportar frutas perecíveis que precisam de uma temperatura de zero grau.

Rodrigo Galleguillos, gerente geral do San Antonio Terminal Internacional (STI), explicou que eles esperam movimentar "mais de 8.300 contêineres refrigerados com cerejas nesta temporada, com dois a três serviços expressos semanais". Os caminhões entram no terminal em menos de 20 minutos e são rapidamente conectados à eletricidade para não perder a cadeia de frio. "A permanência normal de um contêiner de exportação no porto é de cinco dias, mas no caso das cerejas isso é reduzido para uma média de dois dias", acrescentou.

Este ano, os exportadores e as empresas de transporte concordaram pela quinta vez com rotas mais diretas com os navios "Cherry Express", que reduziram o tempo de viagem de 28 para 22 dias. Uma rota direta para o porto de Tianjin foi até mesmo inaugurada para uma melhor distribuição no norte. De acordo com dados da associação Frutas de Chile, até a quarta semana de 2024, o Chile havia enviado 368.490 toneladas de cerejas frescas para o mercado asiático, um número que deve ser superado este ano.

Cerca de 90% da produção de cerejas do Chile é exportada para a China, o que na última temporada significou o envio de 83 milhões de caixas de cinco quilos, o equivalente a 415.398 toneladas, com um retorno de 2 bilhões de dólares. Iván Marambio enfatizou que "a cereja é o produto que mais se desenvolveu nos últimos quinze anos, portanto, é a imagem do Chile. O desafio do setor agora é continuar crescendo, mas mantendo a mesma qualidade".

Da Fundación Imagen de Chile, a diretora executiva, Rossana Dresdner, destacou que "assim como a indústria do vinho, os exportadores de cereja trabalharam durante anos para posicionar a origem de seus produtos nos mercados internacionais. Uma fruta que hoje é reconhecida por seu imenso valor agregado, que envolve a produção sustentável e a incorporação de importantes avanços tecnológicos".

Outras notícias relacionadas
03 de maio de 2024 #SustainableChile
May 03, 2024 #SustainableChile #Columns
02 de maio de 2024 #SustainableChile

Boletim informativo

Imagem do Chile