29 de janeiro de 2024 #ChileDiverse

A abertura para regiões e mais de 400 mil espectadores marcou a nova versão do Teatro a Mil.

Configurações de acessibilidade

A presença de empresas de renome internacional, desfiles, peças gratuitas e a inauguração do Museu dos 31 Minutos foram destaques na imprensa internacional.

Olhar para o céu, ver o acrobata francês Nathan Paulin atravessar uma corda bamba de 270 metros, suspenso a 50 metros do chão. Esse foi o início da 31ª versão do Festival Internacional Teatro a Mil, um dos festivais culturais chilenos mais importantes do continente, que em 2024 foi realizado em 8 regiões do país e registrou um público de mais de 400.000 espectadores.

Houve um total de 110 shows, de 18 países, com apresentações em 44 comunas, totalizando 612 apresentações, com mais de mil artistas no palco.

Entre os destaques da edição deste ano estava a instalação palestina Dear Laila, que teve seus ingressos esgotados na primeira semana do Festival. Dirigida por Basel Zaraa, um artista palestino radicado no Reino Unido, essa exposição interativa tem a particularidade de recriar a casa da família do diretor, que foi destruída no campo de refugiados palestinos de Yarmouk, em Damasco.

Além de espetáculos de dança e teatro em plataformas digitais e tours de áudio pelo centro de Santiago, os desfiles gratuitos foram novamente os protagonistas desta versão, onde se destacaram a estreia de Pachakuna: Guardiães dos Andes, do Coletivo La Patogallina, que percorreu mais de 25 comunas do país, e "Três Elefantes passam...", da Compagnie Oposito francesa, cujo trabalho foi celebrado pelo público de todas as idades.

Com os olhos do mundo

Como nas edições anteriores, a imprensa internacional deu ampla cobertura às atividades do festival.

A mídia mexicana La Voz de América publicou a manchete "Teatro de rua no Chile: mais de três décadas de um festival internacional de alegria e "catarse" coletiva", enquanto o portal iraquiano Shafqana reproduziu o impacto da peça "Os sete riachos do rio Ōta", com a manchete "7 horas de duração, 5 intervalos e 1 pausa para o almoço: O lendário Robert Lepage retorna ao Teatro a Mil".

Da mesma forma, a inauguração do "Museo 31" no Centro Cultural Palacio de La Moneda atraiu grande interesse da mídia estrangeira. A exposição, que cobre os 20 anos do programa infantil chileno, foi destacada em meios de comunicação como Xinhua (China), Milenio (México) e El País (Espanha).

Confira mais informações sobre a versão 2024 do Festival Internacional Teatro a Mil em seu site.

Outras notícias relacionadas
January 08, 2024 #DemocraticChile #DiverseChile #GlobalChile #SustainableChile
02 de janeiro de 2024 #ChileDiverse #ChileGlobal
04 de dezembro de 2023 #ChileDiverse #ChileGlobal

Boletim informativo

Imagem do Chile