17 de junho de 2022 #SustainableChile

10 inovações feitas no Chile para enfrentar a seca

Configurações de acessibilidade

Nos últimos anos, o Chile testemunhou como as mudanças climáticas afetaram seus ecossistemas e as condições da água, desde o extremo norte até a Antártica. Com um déficit hídrico que ultrapassa 60%, o Chile está passando pela seca mais profunda e extensa de sua história, sendo a área entre as regiões de Atacama e La Araucanía a mais afetada. Mas, diante do problema, as inovações estão surgindo do talento, da criatividade e da resiliência dos chilenos que estão buscando soluções para criar um futuro melhor. Estas são algumas das soluções que visam a combater a crise da água por meio da distribuição, do gerenciamento e até mesmo da criação do recurso.

Apanhadores de neblina: do Chile para o mundo

Os coletores de neblina são construções engenhosas compostas por dois postes de eucalipto de seis metros de altura nas extremidades e uma malha de polietileno para estufas no meio, que podem ser encontrados nas bordas costeiras do norte do Chile e estão resolvendo o problema mais sério do deserto - a escassez de água - ao capturar a neblina do deserto. O falecido físico chileno Carlos Espinosa inventou o que é reconhecido como o primeiro modelo de capturador de neblina do mundo, ganhando o título de "o professor que capturou as nuvens". O Chile é considerado o pioneiro tanto na invenção quanto na implementação dessa tecnologia. Desde seu início, na década de 1960, ela foi desenvolvida e aperfeiçoada com base na patente obtida por Espinosa, que ele mesmo promoveu para divulgação gratuita por meio da UNESCO. Atualmente, essa tecnologia foi imitada em muitos outros países da América Latina e também foi transferida para vários países, como Espanha, Croácia, África do Sul, Namíbia, Omã e Iêmen.

No Chile, destaca-se hoje a primeira rede de coletores e recicladores de água no Chile,"Uma parada no deserto", localizada em Ovalle, região de Coquimbo, que, por meio de 28 coletores de neblina localizados na Reserva Ecológica Cerro Grande, consegue coletar uma média de 1.537 litros de água por dia, o equivalente a quase 600.000 litros por ano, representando um dos melhores resultados de coleta de neblina no Cone Sul.

https://www.unaltoeneldesierto.cl/

FreshWater Solutions - transformando ar em água purificada

Esse empreendimento transforma o ar em água potável para conter a seca e atingir comunidades remotas que não têm esse suprimento, gerando 28 litros de água purificada por dia. Como? O sistema FreshWater, criado por Héctor Pino, acelera o ciclo natural da água capturando as micropartículas de água que estão suspensas na umidade relativa do ar, para depois formar uma nuvem e fazer chover, obtendo água pura que, posteriormente, passa por um processo de filtragem, purificação e esterilização, obtendo água purificada de alta qualidade, ilimitada e sem prazo de validade. A graça é que se trata de uma água sem produtos químicos, sem conservantes, sem flúor e sem cloro.

https://freshwatersolutions.org/

Kilimo: contra a escassez de água na agriculturaQuandoe quanto irrigar? Essa é a pergunta que Jairo Trad, Tatiana Malvasio, Rodrigo Tissera e Toni Abdala responderam quando fundaram essa plataforma tecnológica que usa dados climáticos e de satélite para fornecer recomendações a cada agricultor para melhorar a produtividade da irrigação em até 30%. As informações climáticas são obtidas de satélites e seu software é integrado às ferramentas que os agricultores têm em seus campos. O agricultor acessa a plataforma por meio de um aplicativo móvel e da Web e recebe recomendações semanais com base na demanda real de cada campo, que é atualizada diariamente. Além disso, eles são acompanhados durante toda a temporada por um agrônomo. Sua meta para este ano é atingir 400 clientes no Chile, Peru, México e Argentina, países onde a empresa tem operações.

https://www.kilimoagtech.com/

Capta Hydro: monitoramento e automação da distribuição de água

A água de superfície, que atualmente irriga mais de 160 milhões de hectares em todo o mundo, é distribuída principalmente por meio de canais de irrigação. No entanto, as perdas de água estão entre 25% e 50%, devido a vazamentos em canais de terra, roubos, erros operacionais e ineficiências geradas pela distribuição de acordo com a disponibilidade e não com a necessidade. Por esse motivo, os chilenos Benjamín Lagos, Gastón Dussaillant e Emilio de La Jara detectaram que havia uma grande necessidade de melhorar a distribuição dessa água e chegaram à conclusão de que uma das melhores maneiras de fazer isso é por meio da implementação de software e hardware para a telemetria de taxas de fluxo e automação de comportas em rios, reservatórios e redes de canais. Foi assim que nasceu a Capta Hydro: uma tecnologia com a qual eles conseguem uma gestão e distribuição de recursos hídricos superficiais e subterrâneos que melhora a eficiência, a precisão, a transparência e a conformidade regulamentar da distribuição.

https://www.captahydro.com/

Inti-Tech: limpeza de painéis solares sem água

As tempestades de areia colocam em risco a eficiência dos painéis solares e sua limpeza pode levar até três meses, além de desperdiçar mais de 22 bilhões de litros de água em todo o mundo. Por isso, a Inti-Tech, uma startup chilena, desenvolvida por engenheiros da Universidade Católica e liderada por Nicolás Correa, criou robôs que limpam os painéis solares de uma usina inteira em apenas cinco minutos e sem usar uma gota de água. A iniciativa busca resolver os problemas causados pela grande quantidade de material particulado no norte do Chile, o que faz com que as usinas solares fotovoltaicas reduzam sua eficiência em até 40% devido a esse problema.

https://www.inti-tech.com/

Khreo: Inteligência artificial para economizar água na mineração

A mineração é um setor que, até o momento, consome uma grande quantidade de água em seus processos de extração e recuperação de diferentes minerais. Um desafio pendente para um país minerador como o Chile é racionalizar seu uso nesse setor. É por isso que a startup Konatec, com Leopoldo Gutiérrez à frente de um grupo de pesquisadores da Universidade de Concepción, criou o Khreo, uma tecnologia baseada em inteligência artificial que lhes permite medir em tempo real o fluxo e a deformação dos minerais de mineração para que apenas a água necessária seja consumida em seus processos. Isso lhes dá as ferramentas necessárias para fornecer recomendações às empresas de mineração para otimizar a recuperação do cobre e economizar água e até mesmo energia.

https://kona-tec.com/

Justwe! Água e energia: otimização do consumo de água em empresas e residências

O casal, formado pelo engenheiro civil Pedro Bravo e pela especialista em marketing digital Marcela Gaete, desenvolveu uma plataforma de controle automático para administrar a água em empresas e residências, gerenciada a partir de um aplicativo que pode ser baixado para um telefone celular e que permite uma economia de 15% a 60% de água e energia. Tudo isso graças a um dispositivo robótico que intervém nas conexões de água e energia, controlando o fluxo, a pressão e o consumo, a fim de monitorar, estabelecer controles, agir e relatar anomalias. Monitorar o consumo em um ou mais ramais; controlar os horários dos chuveiros e a pressão de entrada na rede; gerenciar os fluxos de água e verificar a potência para evitar multas por consumo excessivo de eletricidade são algumas das funções que ele pode desempenhar. Todas elas podem ser muito úteis para grandes instituições e, para o lar, ele oferece as mesmas aplicações adaptadas para as famílias, buscando reduzir as contas de eletricidade e água e também evitar o desperdício desse recurso cada vez mais escasso.

https://justwe.org/

Remote Waters: água potável em todos os cantos do mundo

Pablo Cassorla desenvolveu um sistema de purificação de água que é barato de operar e rápido de instalar para comunidades com acesso limitado à água potável. O sistema consiste em uma máquina que extrai a água contaminada de fontes como o mar, poços, lagos ou rios, que é filtrada por uma membrana. As máquinas são baseadas na dessalinização por osmose reversa, uma tecnologia que pode ser usada para filtrar outros contaminantes além dos sais, como boro, arsênico ou metais pesados, como chumbo, deixando a água pronta para o consumo humano. Até o momento, a empresa tem sete projetos nas regiões de Coquimbo, Valparaíso, Metropolitan e Maule e está buscando expandir suas operações para outros países.

https://www.remote-waters.com/

Projeto Nilus Ice Stupa: geleiras artificiais para aumentar a eficiência dos recursos hídricosEsteprojeto piloto chileno, desenvolvido no Cajón del Maipo e liderado por Sebastián Goldschmidt, busca criar um parque de Ice-Stupas (ou enxertos de geleiras), para congelar a água desperdiçada em épocas de abundância e, assim, reservar água doce em estado sólido para épocas de escassez. O projeto Nilus aproveita as temperaturas congelantes de grandes altitudes e picos de montanhas para transformar água em gelo. A água é captada do escoamento superficial e conduzida para baixo, onde congela por meio de um processo de diferenças de temperatura, em áreas com grandes variações de temperatura entre o dia e a noite. A equipe de pesquisadores chilenos responsável por esse projeto piloto estima que, com a formação de 50 "stupas" ou geleiras artificiais - que são desenvolvidas por meio de inteligência artificial e algoritmos -, será alcançada a meta de acumular 100 milhões de litros de água em gelo, o que serviria para abastecer uma comunidade de 100.000 pessoas por três meses.

https://nilus.world/

Usina de dessalinização do Atacama: premiada no Global Water Awards 2022

A usina estatal de dessalinização localizada no município de Caldera, na região do Atacama, foi premiada este mês como a melhor do ano no "Global Water Awards 2022". O reconhecimento considera o caráter ecológico e sustentável das instalações, que funcionarão a partir de dezembro de 2021 com capacidade para dessalinizar 1.200 litros de água do mar por segundo, para fornecer água potável a mais de 200.000 pessoas nos municípios de Caldera, Chañaral, Copiapó e Tierra Amarilla.

Hoje, graças a essa usina de dessalinização, a região do Atacama, que corria o risco permanente de ficar sem água, é a única região do Chile que tem água garantida para os próximos 40 anos. Além de ser a mais moderna usina de dessalinização do Chile, ela também incorporou muitos avanços tecnológicos em eficiência energética e é ecologicamente correta.

https://econssachile.cl/

 

 

 

Outras notícias relacionadas
03 de maio de 2024 #SustainableChile
May 03, 2024 #SustainableChile #Columns
02 de maio de 2024 #SustainableChile

Boletim informativo

Imagem do Chile