22 de julho de 2022 #SustainableChile

Chile contribuirá para a proteção das baleias com o novo parque marinho Tic Toc-Golfo Corvocado

Configurações de acessibilidade
Crédito: Rodrigo Hucke-Gaete

Essa área ao sul abriga 10% da população de baleias azuis do mundo. 

O Ministério do Meio Ambiente do Chile anunciou a criação do novo parque marinho Tic Toc-Golfo Corcovado, um espaço marítimo de 1.019,16 km2 que faz fronteira com importantes áreas terrestres protegidas no continente, como o Parque Nacional Corcovado.

Esse parque marinho, localizado no sul do país, será fundamental para a proteção das baleias azuis, pois é um local de reprodução e alimentação para esses animais que migram da Antártica para os trópicos através do Oceano Pacífico.

A região tem uma riqueza biológica inigualável devido à sua condição intocada e à alta presença de krill, um tipo de crustáceo que é a base da dieta dos cetáceos e vital para sua sobrevivência. Baleias jubarte e sei, o golfinho chileno, chungungos, leões marinhos e colônias de aves marinhas, como pinguins, cormorões e pardelas, também podem ser observados nessa área.

Crédito: Eduardo Sorensen

O novo parque marinho Tic Toc-Golfo Corcovado tem uma área marítima de 1.019,16 km2 e faz fronteira com ambientes terrestres protegidos relevantes no continente, como o Parque Nacional Corcovado a leste, o Parque Nacional Melimoyu e o AMCPMU Pitipalena Añihué adjacente imediatamente ao sul, na fronteira com a região de Aysén.

Esse parque marinho terá uma categoria de proteção alta para garantir maior sucesso na conservação, de modo que não será permitida a pesca, a aquicultura ou o turismo intensivo. Embora as áreas marinhas protegidas se concentrem na conservação da biodiversidade, elas também contribuem para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas como soluções baseadas na natureza, pois fixam o carbono e aumentam a resistência do mar às mudanças climáticas.

A criação do parque marinho Tic Toc-Golfo Corcovado faz parte do Corredor do Pacífico, uma iniciativa que busca conectar diversas espécies - como a baleia azul - em um corredor do Alasca à Patagônia e criar uma rede inter-hemisférica de conservação marinha. O projeto faz parte de uma declaração da Coalizão "Américas para a Proteção do Oceano", proposta pelo Presidente Gabriel Boric para enfrentar as três principais crises que afetam o mundo atualmente: mudanças climáticas, perda de biodiversidade e degradação dos oceanos.

 

Outras notícias relacionadas
03 de maio de 2024 #SustainableChile
May 03, 2024 #SustainableChile #Columns
02 de maio de 2024 #SustainableChile

Boletim informativo

Imagem do Chile