28 de julho de 2021 #ChileDiverse

As múmias de Chinchorro, tesouro arqueológico do Chile e patrimônio mundial

Configurações de acessibilidade

Três mil anos antes de os egípcios mumificarem seus grandes faraós, no deserto do Atacama, no norte do Chile, a civilização Chinchorro já realizava esse ritual, do qual foram preservadas as múmias mais antigas do mundo e que, desde terça-feira, passaram a fazer parte do patrimônio da humanidade.

Após mais de 20 anos de luta, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) finalmente reconheceu esse tesouro cultural, que se tornou uma das peças-chave da arqueologia latino-americana.

Leia a história completa aqui.

Boletim informativo

Imagem do Chile